segunda-feira, março 29, 2010

A amamentação tardia.

Não sei se costumam ver o programa da Tyra Banks? Mas ontem á noite passou um programa que como mãe, me chocou um bocadinho.
Já há uns tempos atrás, passou na nossa televisão, num daquelas programas da tarde, uma situação semelhante. E já na altura a situação me tinha chocado.

O programa apresentava, mães, que continuavam a amamentar, os filhos após os 2 anos. A situação foi apresentada, como se fosse bizarra e como se de certa forma aquelas mulheres buscassem algum tipo de prazer sexual.E mesmo, com todos os argumentos das mães, que diziam, que o faziam, porque elas e os filhos se sentiam bem com a situação, a situação foi de tal forma deturpada, que sinceramente me meteu nojo!

Eu amamentei até aos 4 meses e meio, não por opção, mas porque o leite secou! Quem conhece este blogue desde o início acompanhou a minha luta desde o início, para que o Tomás mama-se.

Nasceu com o freio curto, portanto, não aprendeu a mamar, se não com um mês, quando fêz a microcirurgia. Até lá tentei de tudo, bicos de silicone, cremes e mais cremes, porque como ele não tinha reflexo de sucção, magoava-me ao ponto de fazer sangue!

Depois da microcirurgia, tivemos o apoio do SOS amamentação, que com calma, me ensinou a colocar a mama, para que o Tomás aprendesse finalmente a mamar e larga-se os mamilos de silicone.

Foi com muita tristeza minha, que deixei de dar de mamar aos 4 meses e meio! Se pudesse ter optado, teria continuado... até aos 12 meses, 2 anos, 3 anos... desde que continuasse confortável com a situação, e se o meu filhote assim o deseja-se!

Se ouvirmos as histórias das nossas avós e bisavós, todas elas foram amamentadas até tarde, todas elas amamentaram até mais tarde. Porquê? A razão é simples. Porque é mais fácil, porque é mais económico, e especialmente porquê depois de passados os problemas iniciais, dar de mamar é bom!

É um momento de amor, de carinho e de confiança! É ter ao colo, todo um projecto de vida e doar-mos parte de nós!

Que mãe não fica emocionada, ao ter o filho nos braços a mamar?!

Qual é o problema se tem 4 ou 5 anos ou mais!!! Sei que não é comum nos tempos que correm, mas serão piores mães, as que continuam a suprir as necessidades de carinho e aconchego de um filho dessa forma?! A verdade é a que a certo ponto, o leite deixa de ser o mais importante. Mas não deixa de ser um laço de amor. Um momento em que mãe e filho estão abraçados!

Eu sei que os nossos filhos, crescem cada vez mais rápido, desenvolvem-se cada vez mais rápido!

Quem é a mãe que pode dizer, que ao 7 anos o filho ainda a deixa abraçar em publico, ou beijar em publico?! Mas a verdade, é que todas nós nos lamentamos, que assim seja...

Portanto se existem mães, que com a amamentação tardia, perpetuam laços de amor, de intimidade e de carinho com os filhos, então porque não...

Tenho pena que tenhamos avançado para um estado de quase máquinas, onde uma manifestação de carinho é errada. Onde as mães são repudiadas, e onde a amamentação tardia, é apresentada, quase com cariz sexual!

Vivam as mães que ultrapassam este estigma!

Viva a amamentação!

Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...