quinta-feira, março 24, 2011

O Alentejo, que eu vivi...


Hoje o dia está tão bonito, está realmente um dia de primavera! Há sol e calor, e há também uma pequena brisa, com cheiro a terra e a flores.

Faz-me lembrar o Alentejo, quando era miúda e acordava na aldeia do meu pai, logo bem cedinho para ir apanhar flores.

E que bom que era, andava horas a fio, pelo meio dos campos. Punha os pés dentro dos regatos, ou dos canais da rega. Apanhava girinos para dentro de um frasco...
Voltava a casa já bem perto da hora de almoço, porque a fome já apertava. E trazia nas mãos e nos bolsos, as colheitas da manhã.Um frasco de Toffina, com borboletas, ou girinos, maçãs e peras apanhadas de fugida. E flores, sempre flores! Apanhava azedas, com os caules compridos para fazer coroas, com que enfeitava a cabeça da minha irmã e flores do campo para a minha mãe.. E parecia que o tempo não tinha fim... hoje bem sei, que estas mini férias, não duravam mais que uma semana. Mas para mim pareciam, meses, um tempo em que fugia da rotina da escola, e do cheiro a cidade. E era tão feliz!. E é este o meu pequeno sonho, poder um dia reviver todas estas coisas! Voltar ao meu país, com a possibilidade de um dia comprar uma casinha no meu Alentejo. E cultivar flores, sempre flores... bjs
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...