domingo, fevereiro 22, 2009

O parto

Cá vai então a história do nascimento do nosso Tomás.
A nossa historinha começa no dia 12 de Fevereiro, neste dia a mamã começou a sentir umas dores um bocadinho estranhas, picadinhas e reboliços. O papá que estava de folga, decidiu que estava na altura de acelerar as coisas e levou a mamã para fazer uma grande caminhada, no Portinho da Arrábida. Fartei-me de andar e foi neste dia que tirei as últimas fotos de grávida.Quando estavamos a voltar para casa, comecei a ter mais dorzinhas e a sentir uma grande pressão no fundo do ventre,e de repente..ploff, fiquei com as cuequitas todas molhadas. Fomos para o hospital onde fiquei a saber que tinha acabado de perder o rolhão mucoso. Como o ctg não acusou grandes contracções viemos para casa de sobre-aviso, se as dores acelerassem, estava então na altura de voltar ao hospital. Mas nesse dia, as dores não aumentaram.

No dia 13 de Fevereiro, a minha sogra fazia anos e fomos jantar lá a casa. Passei o dia calminha e sem dores, mas durante a noite a sensação de pressão aumentou. Ao chegar a casa, tinha novamente as cuequitas molhadas. Sentia-me estranha e com aquela sensaçao esquesita. Mas como não tinha dores enfiei-me na caminha.

No dia 14, acordei ás 6h da manhã com fominha e ataquei o frigorifico, para comer um ananás inteiro :) Mas aquela sensação continuava, voltei a deitar-me e enrosquei-me no maridinho. Ás 8h acordei com a sensação de uma "bolha" a rebentar dentro de mim, e de seguida um liquido quente começou a escorrer. Levantei-me num pulo e fiquei muito atarantada, em pé de pernas cruzadas enquanto o líquido me escorria pelas pernas abaixo. E disse ao maridinho que dormia, que tinhamos de ir para o hospital que me tinham rebentado as águas... E começou assim o dia em que o meu tesouro nasceu...Enfiei-me no duche e vesti-me o mais rápido que pude. Agarramos nas malinhas e fomos para o hospital. Ás 8h20 já estava ligada ao ctg, para avaliar as contracções, porque dores não tinha nenhumas. As contracçoes eram fracas, mas como a bolsa já estava "rota" fiquei logo internada.

O pai foi buscar-me leite com chocolate e uma sandes para eu comer, antes de seguir para a sala de indução.Fui sozinha para essa sala, o pai não pode ir.

Vesti a camisa do hospital e fiz 2 microlax e levaram-me para uma salinha, onde fiquei deitada e ligada ao ctg. Ás 10h chegou o Dr. P para me observar e fazer o toque. Disse-me que ainda estava um pouco atrasado, perguntou-me se tinha dores, mas não tinha.

Ás 12h, veio ver-me de novo e como não tinha dores, decidiu acelerar o processo com comprimidos de misoprostol. Assim colocou-me 1 comprimido na base do colo do útero, e outro debaixo da lingua.

Perto das 14h comecei com contrações. Ás 14h o pai veio para ao pé de mim. Perto das 14h30 as contracções eram tão fortes que só conseguia chorar. O enfermeiro dizia-me para soprar para controlar a respiração, mas eram tão seguidas que as dores não acalmavam.

Perto das 15h, fizeram-me novo toque, já estava com 4 dedos de dilatação. E finalmente levaram-me para a sala de partos. O pedro foi comigo. Entrei na sala sozinha, apenas para que o pai vestisse uma fatiota jeitosa.Aguardei pela anestesista, e ás 15h30 levei a epidural. O Pedro pode então entrar para a sala de partos.As dores abrandaram e ás 15h50, enquanto aguardava pela enfermeira que vinha fazer o parto, que seria uma aluna, virei-me para a enfermeira chefe e disse-lhe que tinha muita vontade de fazer cocó. A enfermeira observou-me e disse-me que não era vontade que eu tinha, mas sim a cabeça do meu pequenito que já se via. E não tive tempo para mais nada...fiz 4 vezes força e ás 16h08 minutos nascia o meu mais que tudo.

O meu parto foi santinho e maravilhoso, porque nisto tudo tive a oportunidade de ser eu a puxar o meu filho para fora. A enfermeira disse "princesa estica os teus braços e puxa o teu filho".

Não sei explicar o que senti, quando as minhas mãos, tocaram naquele corpinho e o puxei para mim. Era tão quentinho e apesar de vir tão sujinho, abracei-o com força e enchi-o de bjinhos. Era lindo!!!

Sei que me fizeram episiotomia, e que levei pontos. Mas nada disso me preocupou, só conseguia olhar para o meu filho, enquanto o pesavam, limpavam e vestiam.Trouxeram-no de novo para junto de mim e ás 17h o meu pipocas mamava pela 1ª vez.

O pai estava eufórico, portou-se muito bem e assistiu a tudo.

Ás 18h subimos para o puerpério e o papá foi conosco.

Durante os dias que la fiquei fomos muito bem tratados. Ensinaram-me a dar de mamar, a mudar fraldinhas, a dar banhinho, a tratar do umbigo e a massajar o bebé por causa das cólicas.

Como se meteu o fim de semana o pediatra só viu o Tomás na 2ª feira e na 3ª feira tivemos alta e viemos para casa. Prontos para iniciar mais uma aventura :)

Beijinhos

Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...