sexta-feira, abril 24, 2009

Tão simples como por gasolina

Ainda á tão pouco tempo a mamã Sofia, escreveu um post sobre um bebé sozinho num carro em frente á cresce da filha (http://acegonhacorderosa.blogspot.com/2009/04/tive-que-olhar-duas-vezes.html). Comentei dizendo que era incapaz de deixar o meu bebé sozinho.
Mas á situações que nos fazem engolir o que dizemos...ah pois é!!!
Todas nós adoramos os nossos filhos, e de certeza que nenhuma de nós os sujeitaria a situações que os pusessem em risco. Mas infelizmente, existem situações que fogem do nosso controlo. E cada vez mais ouvimos falar de situações, em que as vítimas foram bebés.
Não acredito que em algum dos casos noticiados os pais tenham agido conscientes de que algo poderia ter corrido mal. Mas infelizmente correu...
Tudo isto, para contar uma situação, simples, mas que me colocou, numa situação ambígua, e sem saber como proceder.
Como o meu carro tem estado na oficina, já há muito que não conduzia.
Ontem depois do meu marido o ter ido buscar, decidi levar o pipocas a casa dos avós. Pelo caminho necessitei de por gasolina. Simples não é??
E agora, como fazer para pagar? Levo o meu filho comigo, ou deixo-o no ovinho, dentro do carro?
O meu instinto de mãe, diz-me para o levar. Mas o meu espirito prático, diz-me para o deixar. Afinal, são só 2 minutos e estou sempre a vê-lo. Montar e desmontar o ovo, leva mais tempo, do que ir pagar sozinha.
Decidi deixá-lo e ir pagar, fechei o carro á chave..
Claro que tudo correu bem. Mas fiz o que tinha prometido a mim mesma, não fazer. Deixá-lo sozinho.
Se noutros tempos, talvez a situação nem fosse problema. Mas hoje com o carjaking, nada é seguro ou fiável.
Mais uma prova para mim, de que é super fácil falar, porque as coisas podem sempre correr mal e não só para os outros.
Ah que meditar bem nestas situações. Mãe prevenida e precavida, vale por duas...
bjoka
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...