sábado, maio 16, 2009

Um anjo no céu

Minha querida prima, hoje farias 28 anos, serias linda e absolutamente maravilhosa. Talvez tivesses já um filhote ou filhota. E continuarias a ser a minha melhor amiga. A minha grande companheira. A minha prima/irmã...
Mas eras linda de mais, maravilhosa de mais!
O teu brilho era tão intenso, que o céu te reclamou!
Tinhas 20 meses quando te foste...e a tua ida, deixou uma dor grande de mais. Tão grande que ainda não está sarada, nem sei se algum dia irá estar...
Partiste cedo de mais e de uma forma tão estúpida...não deste tempo, para nos despedirmos!
Tinhas 20 meses, mas já percebias o mal, que nos rodeava, naquela manhã tão dura...
Foste tu, tão pequenina, que deste pelas chamas...oh prima a ti devo-te a vida!
Avisas-te a avó das chamas, mesmo a tempo de me salvar...mas tu não tiveste tempo e partiste!
Nos meu inocentes 10 meses, acho que não me dei conta da gravidade da situação. Da desgraça iminente...Mas esta dor por ti ficou...
Hoje quero conciliar-me contigo e pedir-te perdão. Passei tempo de mais a culpar-te e a culpar-me.
Cresci sempre com a ideia, que a culpa de cá não estares foi minha. Ao menos se a avó te tivesse tirado primeiro...Cresci com a avó a dizer-me, que morreste para me salvar...essa frase deixou em mim uma revolta, como se tivesse sido uma troca, a tua vida pela minha, e isso eu não podia aceitar. Não queria aceitar...
Mas hoje, com a calma de outra idade, vejo as coisas de outra forma.
Hoje aceito que não te foste por minha culpa, foste-te porque estava na hora, porque eras doce de mais, para um mundo tão cruel.
Hoje faço as pazes comigo mesma...devo isso a mim propria e devo-te a ti.
Hoje olho para o meu filho, e com os olhos cheios de lágrimas, agradeço-te...
Minha prima, minha irmã...obrigada!
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...