domingo, maio 01, 2011

Para ti Mãe!



E há dias em que acordo, com uma saudade imensa de ser pequena novamente, e de estar contigo. Saudades das nossas brincadeiras, das nossas risadas. Saudades dos Domingos de manhã, passados na praça de Setúbal. Saudades do tiririri, que era como me fazias andar mais depressa. Saudades dos chocolates dados ás escondidas, por entre olhares de cumplicidade.

E depois já mais crescida, tenho tantas saudades, das horas de almoço passadas juntas. Das palhaçadas, dos passeios rápidos porque essas horas passavam depressa.

Tenho tantas saudades tua Mãe!

Quis a vida desviar-me de ti, para tão longe...mas tu estás sempre no meu coração!

És a minha melhor amiga, no sentido mais estrito da palavra! É contigo que partilho tudo, que me vai na alma. És a primeira pessoa a quem ligo, quando as coisas não estão bem, porque tu és o meu pilar. Sabes sempre das novidades antes de qualquer pessoa, sejam elas boas ou más!

E há dias em que olho para o T. e só desejo, que ele me veja, como eu te vejo. E espero ser uma mãe, como tu sabes ser.

Uma mãe leonesa, que sempre, mas sempre protegeu as suas crias. Que se esquece dela, para que nós tivessemos tudo.

Eu já sei que ao leres isto te vais desfazer em lágimas, porque quis a hereditariedade, que fossemos ambas umas grandes choronas. Mas não chores mãe, porque eu estou aqui para te embalar. E mesmo que não o sintas, os meus braços estão ao teu redor. E a tua face é beijada por mim todos os dias!

Porque ninguém, nunca, será capaz de ocupar o lugar, que tens dentro de mim. Porque te amo desmesuradamente.

Porque tu és a minha mãe...
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...